domingo, 31 de janeiro de 2010

Ergonomia

O grande trabalho é do amor sem bronzes,
sem assinaturas, no ar do espaço,
na hora do tempo, pólen de Deus nas criaturas,
 a palavra quase sem eco a injetar humos no deserto,
 mãos de franciscos, de terezas,
que repartem, ocultamente,
suas migalhas sob as mesas,
ou energia sem fronteiras, que acende todas as estrelas.

Poema de Alberto da Cunha Melo

sábado, 30 de janeiro de 2010

E as férias terminaram...

E as férias terminaram...Sentirei falta de estar cercada pela natureza.E olha que a natureza deu o "ar da graça"! Estive no litoral: praia, mar azul, coqueiros e muito verde. Tinha também um céu iluminado pelas mais lindas estrelas e eu sonhei que brilhavam só para mim. Pode parecer egoísmo mas foi isso mesmo que pensei. Porém, o brilho das estrelas também deu lugar a trovões, relâmpagos e chuvas que caíam copiosamente.Mesmo assim agradeci a Deus porque também assim consegui repor minhas energias. Depois da tormenta, o brilho do Sol reapareceu e o mar... Ah, o mar! Só em vê-lo já é um alento, é renovação. Como respirei natureza nos últimos dias!Quanto, em oração,agradeci a Deus! Agora estou "nova", pronta para mais uma jornada de trabalho.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

                                         
                                                      O amor de uma alma gêmea é infinito

Alma Gêmea

O amor de uma alma gêmea é infinito. Esse amor só tende a crescer. Ele permanece ao longo da vida e nem a morte pode fazer com que ele acabe, pois ele é fruto de outras vidas. Esse amor é doação. Esse amor é eterno. A minha alma gêmea um beijo de amor e luz!
Românticas


Clique aqui para mandar recados e imagens!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Que caminho devo seguir?

Meu coração é o único caminho que devo seguir! Só assim serei feliz.

Para que servem meus olhos?

Os meus olhos são como uma ponte que me levam até você.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Versos

Versos! Versos! Sei lá o que são versos...
Pedaços de sorriso, branca espuma,
Gargalhadas de luz, cantos dispersos,
Ou pétalas que caem uma a uma...
Versos!... Sei lá! Um verso é o teu olhar,
Um verso é o teu sorriso e os de Dante
 Eram o teu amor a soluçar
Aos pés da sua estremecida amante!
Meus versos!... Sei eu lá também que são...
Sei lá!
Sei lá!... Meu pobre coração
Partido em mil pedaços são talvez...
Versos! Versos! Sei lá o que são versos...
Meus soluços de dor que andam dispersos
 Por este grande amor em que não crês...

Florbela Espanca, in "A Mensageira das Violetas"

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

É uma questão de consciência!

Olhando alguns animais,também filhos do mesmo Deus que nos criou,pensei se as pessoas imaginam o terror que eles sentem quando vão para o matadouro, servir de alimento para outros animais ( àqueles que se dizem racionais ), os que agem como bárbaros. Ousem olhar, uma vez que seja, nos olhos desses animais e sintam o desespero deles! Eles sabem que irão morrer! Um frango grita de horror! O boi está morrendo eletrocutado ou com várias pauladas incertas em seu dorso!Os suínos e caprinos também morrem do mesmo jeito. É uma barbaridade! Pensem no que nós, seres "humanos" sentimos quando estamos em processo de perigo imediato,perigo mortal mesmo!O que você sentiria se estivesse a caminho de uma forca ou de uma fogueira?Pois é, eles sentem o mesmo. Eles são seres que sentem como nós e tem seu propósito na natureza que não é unicamente o de morrer para servir de alimento ou para enfeitar nossa mesa.Pensem nisso!

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

O Sol

É o Sol que eu vislumbro e que eu desejo tocar, mas sinto que está cada vez mais distante do meu alcance. Seu brilho é tão belo e intenso que me ofusca a visão! No entanto, me aguça outros sentidos. O Sol não tem tato, mas me faz sentir seu calor! Ouvi-lo, não consigo. Seu gosto eu nem imagino! Deve ser por demasiado quente para um paladar tão comum! Mas meu olfato... Ah, esse sim! O Sol desperta cheiros, os quais não desejo esquecer jamais! Ah... O Sol! Que tão intimamente chamo de "meu"! O Sol!...

domingo, 10 de janeiro de 2010

Respeitem os animais

Hoje quero pedir que as pessoas de bom coração e que se dizem dotadas de inteligência, vejam de uma forma diferente os animais. Espero que os seres, esses que se dizem humanos, aprendam a ver os animais como nossos irmãos, também seres vivos, dotados de inteligência limitada que chamamos inferior.Se as pessoas conseguirem vê-los e tratá-los com respeito, a humanização irá fluir dentro de cada coração. Por favor! Não maltratem os animais,não os escravizem, não os sobrecarreguem com cargas excessivas sob o Sol escaldante. Façam o contrário! Respeitem os seus animais de estimação (e todos os outros no geral), amem-os pois em troca serão amados.Cuidem deles quando estiverem doentes, alimentem eles diariamente, cuidem deles com amor e dedicação!Nunca os abandonem à propria sorte! Não esqueçam também de cuidar da flora com a mesmo esmero.Pois cada ser vivo tem sua importância no ecossistema e devemos preservá-los.Eles dependem de todos nós.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Trabalho, trabalho, trabalho!

Passaram as festas de Natal e Ano Novo e tudo o que Papai Noel deixou pra mim foi: trabalho, trabalho e trabalho. Não que trabalhar não seja bom! Ao contrário, trabalhar é maravilhoso! Eu só acho que devemos ter compensações, descansos. Trabalhei tanto que saía de casa pela manhã e voltava tarde da noite. Foi ótimo! Valeu a experiência! Mas o trabalho persistiu até ontem, quando cheguei em casa com a incrível sensação de missão cumprida. Agora é só relaxar e aproveitar as férias que estão por vir e quando Fevereiro chegar recomeçar com mais garra, mais força de vontade junto aos meus estudantes e colegas de profissão.